Como me tornei Personal Organizer

📷


Uma das minhas primeiras brincadeiras, como conta a minha avó, era tirar tudo do armário e me esconder dentro. Minha dúvida é se eu já queria organizar a bagunça ou criar mais. Desde pequenininha minha mãe sempre me pediu ajuda com os afazeres da casa, e uma das tarefas que ficava sob minha responsabilidade era a de tirar pó dos móveis. Eu confesso que as tarefas de limpeza não são as minhas preferidas até hoje, mas desde menininha eu já amava reorganizar os objetos para deixar a casa ainda mais bonita.

Na adolescência, todos querem privacidade, e comigo e o meu irmão não foi diferente. Como, nós dividimos o quarto desde criança, ao crescer, ganhamos um problema. O qual foi solucionado quando meus pais ouviram a minha sugestão em usar os armários um de costas para o outro. Assim, eu e o Leo ganhamos um pouquinho mais de sossego. E eu por ter conseguido solucionar o problema familiar, ganhei também a sugestão de cursar arquitetura e como eu adorei o exercício e na minha cabeça de moleca era uma das profissões mais lindas que eu podia imaginar, não exitei, fui lá e fiz.

A faculdade foi incrível e quando comecei a trabalhar na área sabia que tinha escolhido algo que me fazia muito feliz em fazer. Em 2013, meu primeiro ano na louca cidade de São Paulo, realizei meu primeiro curso voltado a área de Personal Organizer com a dedicada Ingrid Lisboa, o curso falava um pouquinho sobre Organização Residencial e mesmo sendo curto, já foi o suficiente para meus olhos brilharem e eu pensar “Quero ser como ela um dia!”

Em 2016 o Brasil passava por uma crise que já se estendia por 2 anos, e eu estava trabalhando com projetos de móveis planejados. Eu simplesmente me realizei neste trabalho, mesmo sendo desafiador, porque logo que eu entrei, ouvi do meu gestor: “Lari, se você aprender esse novo software em um mês você está dentro.” Por isso, fiz tudo para aprender o quanto antes e ser a melhor. Minha recompensa chegou 8 meses depois quando em uma reunião interna ele também falou: “Lari você é a nossa funcionária que mais fecha projetos e você teve um crescimento de 25% no último semestre.”

Eu sinceramente não sei o que foi mais prazeroso, ouvir isto do meu chefe ou ouvir dos clientes sobre como o projeto fez diferença na vida deles. Eu estava realizada, porém, devido a crise, eu tinha muitos desafios, como, vários clientes que vinham de casas ou apartamentos enormes e estavam indo para um imóvel mais simples e na maioria das vezes menor. Por isso, eu comecei a ouvir muito que os clientes não sabiam o que iam fazer com todas as coisas deles porque agora iam ter menos espaço.

Como eu não gosto de ver rostinhos insatisfeitos e muito menos bagunça, eu tinha vontade de me oferecer para organizar os closets, mas ainda não entendia muito sobre o mundo dos Personal Organizers. Assim, comecei a pensar e procurar alternativas para esses clientes, foi quando eu lembrei da Ingrid Lisboa e comecei a pesquisar e descobri que ela é uma das melhores Personal Organizers do Brasil. Não pensei duas vezes e comecei a mandar meu currículo para todas que eu encontrei na internet, buscando uma oportunidade de trabalhar e entender um pouco melhor sobre esse universo.

Fui convidada pela Kátia e pela Valéria da Espaço Prático, as quais sou grata até hoje, para ser auxiliar nos projetos de organização residencial que elas realizavam. Topei na hora e comecei a trabalhar em muitos dias de folgas (para conseguir conciliar os dois trabalhos), incluindo domingos e feriados. Com certeza, eu apenas aguentava o tranco da jornada dupla porque eu realmente amo me dedicar para que as casas sejam a versão mais confortável para os seus moradores e também, porque eu estava aprendendo muito.

Trabalhando com a Espaço Prático eu entendi o que eu realmente amava fazer e o que o meu cliente precisava. Então, fui fazer o curso de formação para Personal Organizer na OZ Organize sua vida com a especialista Cristiane Belfiore. Foi a melhor decisão que eu já tive, o curso me trouxe segurança, confiança e me mostrou que o meu hobby podia se transformar em um negócio e isso brilhou ainda mais os meus olhos.


📷

Photo by Personal Collection


Logo que finalizei o curso, sai de férias com meu noivo e durante a viagem recebemos a notícia que ele tinha passado em um processo seletivo e que em breve íamos nos mudar para a Holanda. MEU DEUS! Começar um novo negócio no meu próprio país já seria um grande desafio, agora começar em outro país que eu nem sequer sei falar o idioma seria bem mais complicado.

Mas não deixei que isso me assustasse e fui com medo mesmo. Em Rotterdam na Holanda, minhas primeiras clientes me presentearam com uma realização enorme (A certeza de que é a organização que eu quero para minha vida). Cada dia que passa e quanto mais eu conheço sobre esse universo da organização eu tenho mais certeza que esse mundo é pra mim e que eu posso fazer a diferença na vida das pessoas com a organização, assim como a organização fez a diferença na minha vida.

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone Pinterest

@2016 - 2020 por Larissa Campos